segunda-feira, 21 de julho de 2008

ESTILOS DE ÉPOCAS



IMPÉRIO
Durou de 1799 até 1815 Os estilos Luis XV e LuisXVI conseguiram tirar do antigo uma arte original: as formas e composições da arte grego-romana não eram mais que um ponto de partida para a criação própria.Com o Império, a inspiração pessoal e a pesquisa tinham lugar secundário.. Por isso mesmo , esse estilo possuía uma grande unidade. E mais ainda, graças à personalidade dominadora de Napoleão e as normas impostas por seus diretores artísticos- os arquitetos Percier e Fontaine – não foi deixado campo para as explosões
criativas ou inovadoras. A grande característica deste estilo, vinda da natureza era freqüente. Ainda se usavam os motivos ornamentais gregos , acrescidos dos elementos decorativos formados pelo ‘N’, o emblema de Napoleão, a águia imperial e as abelhas, ambos símbolos do imperador. As colunas ornamentais já não tinham caneluras, e típicos da época era o elemento decorativo em ramo retilíneo, que ornava traves horizontais dos móveis. As cabeceiras das camas tinham sempre o frontal triangular. O espelho ‘psique’ foi uma inovação aparecida na época. Era montado sobre uma armação que permitia incliná-la vontade no ângulo mais conveniente. O caju era a madeira preferida, pois se usava pouco a madeira dourada.

Os ESTILOS INGLESES
Estilo Restauração- Também chamado’late Stuart’ ou ‘Stuart tardio’, 1600 até 1689, correspondendo na França ao reinado de Luis XIV até 1689. Foi a época de Cristopher Wren, o arquiteto que planejou a Catedral de St. Paul.
O artista e escultor Gibbons e seus alunos tiveram um papel importantíssimo na formação do estilo decorativo da época, especialmente quando usaram as amplas guirlandas em estuque, que emolduravam o espaço superior sobre as lareiras. Como madeira preferida usou-se a nogueira, mais leve e macia.Teve grande sucesso também a marchetaria. Por influência chinesa, difundiu-se o uso do laqueado. Durante o reinado de William e Mery, até o ano de 1702, mudou-se um pouco a caracterização do estilo.O espaldar das cadeiras ganhou altura, sendo regular e profusamente esculpido nas bordas, com o centro casado e geralmente com palhinhas no vão central, este também retangular. As pernas e traves das cadeiras eram finas e retorcidas, o que dava maior leveza ao móvel, além de serem torneadas.Continua aí, o uso dos brocados, veludos e damascos, bem pesado
Estilo ‘Rainha Ana’ Durou de 1702 a 1714. Podemos acompanhar a evolução dos estilos - até esta data- nas diversas e consecutivas mudanças na forma sos pés de trombeta da época seguinte, dos reis William e Mery. Finalmente, a perna arqueada levemente, terminando em garra sobre uma bola , o tão conhecido ‘Claw and Ball do período seguinte da Rainha Ana. O móvel típico do período é o Tallboy ou High boy, que não passa de uma cômoda sobre pés bem alto. Aa cadeiras tinham o encosto em forma de violino vazado. Foi quando se firmou o uso dos stools ou tamboretes ,quadrados bem baixos, coberto de tecido ou tapeçaria , estava em moda os drapeados trazidos da França
O ESTILO’GEORGIANO’- Podemos dividir este estilo em três épocas, tal a ebulição artística e



as influências que imperam nesse século. O primeiro período vai de 1714 a 1750 , correspondendo aos anos de Luis XV, na França. Nesta época , com George I, formou-se uma elite de artistas apaixonados pela arquitetura, os quais empreenderam uma viagem até a Itália para estudar aquela arte. Foi a época de William Kent e Lord Burlington. Havia também a marcante influência chinesa. A madeira preferida continuava sendo o mogno.
O segundo período , com George III vai de 1750 a 1790, é conhecida também como ‘mid georgian’ abrangendo os anos do célebre ebanista Chippandale, famoso pelo seu guia de mobiliário. Este catálogo de móveis de época foi seguido e copiado de modo a criar um verdadeiro estilo. A influência chinesa já era bem acentuada, assim como alguma influência gótica. Temos como exemplo o espaldar das cadeiras, eram como uma cadetral em forma de escada ,ribbon back. Foi neste período que apareceram as elegantes mesinha laterais. O terceiro período, o chamado Neoclássico vai de 1769 até quase 1780, e conheceu a influência dos irmãos Robert James Adam na arquitetura, que com seus desenhos influenciaram toda uma época. Podemos anotar como características essenciais do estilo Adam: as linhas circulares no espaldar das cadeiras, também formas ovais Foi nesta época que se desenvolveu pronunciadamente a sala de jantar.Usava-se muito a marchetaria e ornamentos em porcelanas.
O ESTILO REGÊNCIA
De 1811 até 1820, o mobiliário foi totalmente influenciado pelo estilo ‘Império francês’ que na época se inspirava nas descobertas arqueológicas na Itália. Vemos surgir esfinges, cabeças de leões, leões alados. A mobília tomou linhas mais horizontais. Muito metal era usado, sendo o acabamento dos móveis muito brilhante, com muito dourado. Posteriormente, no reinado de George IV, houve um brevíssimo período correspondendo a um georgiano tardio, de 1820 a 1837. Foi quando se notou uma concentração de elementos ornamentais na frente dos móveis.
O ESTILO VITORIANO
.
Esse estilo durou de 1830 a 1870 . Foi uma época de revoluções, em conseqüência das idéias espalhadas pelo mundo pela revolução francesa, que ainda colhia seus frutos Era então uma época conturbada e que se refletiu no estilo ‘Vitoriano’. Vários foram os estilos copiados e confusamente’melhorados’. Foi um período inquieto e tortuoso, na qual a mobília mais cara era a mais profusamente decorada. Foi quando se começou a usar máquina para os trabalhos de marcenaria e entalhes.Apareceram os primeiros trabalhos em papier-maché e os trabalhos em ferro. A partir de 1860 , surgiu um segundo período no estilo.Houve uma reação para o retorno ao desenho mais simples.Usava-se o carvalho para a sala de jantar e a nogueira para as salas de visitas. Marcou época o grande interesse na formação de sociedades de artistas, o que resultou em mobílias mais despojadas e ornadas com um pouco mais de imaginação e critério.Foi a época do célebre grupo de Morris, que liderava o movimento de ‘Arts and Grafts’. De 1870 em diante , um terceiro período vitoriano aumentou o uso do mobiliário japonês e as cópias do mobiliário do século XVIII.
O ESTILO ART NOVEAU
A partir de 1890, foi introduzido um novo estilo: o art noveau, que caracterizou a inspiração artística da virada do século. Este estilo utilizava formas e elementos decorativos desde o clássico e o barroco, incluindo o neoclássico, porém em composições harmônicas e extremamente elegantes. Como elemento principal predominavam os temas vegetais de contornos sinuosos e formas ondulantes. As luminárias procuravam imitar o efeito dos vitrais medievais. Na Itália, o estilo tomou o nome de ‘Floreale’ ou Liberty
O móvel mais característico desses anos foi o chamado ‘love seat’ ou a conversadeira. Consistia em um pequeno sofá de dois lugares cujo modelo mais original apresentava o formato de um ‘S’. As pessoas ficavam em direções opostas, mas uma ao lado da outra. O ferro batido , tanto para o mobiliário como para grades e portões, era o material preferido.
O ESTILO ART DECÔ
Por volta de 1925 , nascida da reação de uma escola alemã- a ‘Bauhaus’- pretendia livrar a criação artística dos detalhes muito elaborados, enfatizando acima de tudo o seu lado prático e utilitário, surgiu na França a tendência denominada ‘Art Decô’ . Teve duração efêmera. Quase não se ouve mais falar desta linha de inspiração , que desapareceu com a II guerra. As características dessa modalidade artística são o uso de linhas retas ou curvas, mas sempre em estilizações, produzindo um mobiliário de aparência pesada e maciça , além de grossos estofados .
Pesquisa: Symbolism and Art Noveau
História das Sociedades - Jacques AquinoThe Art of the Ancient Nea

Um comentário:

angela disse...

Olá, vendo uma comoda estilo Luis XV com marchetaria chinesa. Meu email: odoardi.angela@gmail.com
Obrigada,

Angela